some image

ARATA ACADEMY

A Técnica Pomodoro de produtividade

Será que um timer de cozinha em formato de tomate como este pode ajudar a aumentar a produtividade?

Francesco Cirillo é autor de The Pomodoro Technique e, durante a época de faculdade, ele encontrava distrações por toda parte, assim como cada um de nós que vive na era da multitarefa.


A Hora da Culpa: uma poderosa técnica que, combinada à Técnica Pomodoro, traz grandes resultados Saiba mais em http://ProdutividadeNinja.com/culpa

Foi olhando o timer de cozinha no formato de um tomate (pomodoro, em italiano), que ele teve a brilhante e simples idéia de contar exatos 10 minutos para se concentrar totalmente no estudo.

Sem pausas para fazer café. Sem levantar para fechar a cortina.

10 minutos, apenas estudando.

Parece simples, mas suas primeiras tentativas foram um fracasso – Cirillo, assim como muitos de nós, não conseguiu ficar focado por mais de 10 minutos.

Como utilizar (forma simplificada)

Um Pomodoro é um ciclo de trabalho focado que dura 25 minutos. Durante esse tempo, não se pode fazer nada além daquela tarefa planejada (por exemplo estudar um capítulo de uma matéria).

Caso tenha vontade de levantar para tomar água, anote num papel “tomar água” – assim que seu ciclo de 25 minutos terminar, estará liberado para beber a água.

Se lembrar que tem que fazer uma ligação urgente para o torneiro mecânico, também anote na lista de “atividades urgentes e inesperadas”, mas nunca, de forma alguma, interrompa seu Pomodoro na metade para fazer a atividade – ela é uma distração querendo o puxar para a procrastinação.

Para isso, tenha um timer. Pode ser digital, mas eu recomendo o clássico Pomodoro de cozinha, que gira e é mecânico.

A vantagem do objeto é que diferente de uma janela a mais em seu desktop, ele fica facilmente visível na mesa de trabalho, permitindo que você e outros colegas próximos entendam que seu Pomodoro (ciclo de trabalho) não terminou.

A cada final de Pomodoro, ficam uns 5 minutos liberados para descansar a mente, espairecer, fazer um alongamento. Mas nunca para se engajar em outras atividades pesadas e que repetem o mesmo uso mental do Pomodoro que acabou de ser completo.

Pomodoros são unidades indivisíveis. Não existe “meio Pomodoro”. Começou, tem que terminar. Caso sua tarefa seja concluída na metade de um Pomodoro, pode aproveitar o tempo restante para atividades simples, como responder emails.

A cada quatro Pomodoros…

…merecemos um descanso maior, de meia hora, para que a mente recupere energias, seja inspirada. Por isso, aconselho ter um caderninho onde se anota a quantidade de Pomodoros já completos.

Melhorias e métricas

Ter anotações ajuda não apenas para calcular o quarto Pomodoro que dá direito a uma folga maior, mas também de associar diferentes atividades com quantidades de Pomodoros. Ao final do dia, podemos visualizar o que conseguimos produzir, e quantos Pomodoros foram utilizados, repensando se tais atividades eram realmente necessárias e se existem formas de diminuir o tempo que empregamos para atingir os mesmos resultados.

Somente com essas métricas é que podemos tirar o maior benefício possível da Pomodoro Technique.

Interrupções

Com disciplina e respeitando o Pomodoro, podemos lidar com as nossas interrupções internas. Toda vez que temos o desejo de fazer uma outra atividade, podemos alcançar a paz de espírito ao anotar a idéia na lista de “atividades urgentes e inesperadas”, que podem aguardar alguns minutinhos até terminarmos o Pomodoro da vez.

Sobre interrupções externas, boa comunicação faz a maior parte do trabalho. Com educação e firmeza, podemos manter as expectativas de nossos colegas controladas – prometa retornar depois e mantenha sua palavra. Seus colegas passarão a entender que durante seus períodos de “single-tasking” não adianta ficar insistindo. E que você é responsável e profissional o suficiente para dar seguimento depois.

De forma geral, acho a Técnica Pomodoro interessante e divertida. Para quem quer mais dicas de produtividade, o Produtividade Ninja tem várias outras que estamos publicando.

Você já utilizou algum sistema parecido? Quais dúvidas e percalços acabou encontrando?

Sobre Seiiti Arata Jr.

Seiiti Arata é fundador da Arata Academy e autor do curso Como Aprender Mais Rápido. Suas melhores orientações para produtividade pessoal foram condensadas no curso Produtividade Ninja. Está também focado no curso de enriquecimento A Classe Alta , no curso de carreira profissional Duplique Seu Salário e no treinamento em empreendedorismo EmpreDig.

Comente usando Facebook

80 comentários

Nelson Responder

Não conhecia a técnica Pomodoro, creio que é um facilitador para a concentração.

Renato Bosco Responder

Parece interessante este método, eu na faculdade colocava como objetivo/meta um numero de paginas antes de uma pequena pausa, e depois de algumas pequenas paradas uma maior. Mas leitura não me cansa como em muitas pessoas e até tenho uma boa disciplina. O maior problema que tenho é em estudar no pc, pois são tantas coisas que nos “chamam” para uma espiadinha rápida que fica quase impossível. Por isso prefiro ler em livros mesmo não no pc.

ANA pAULA Responder

Imprescindível mas não tão fácil como pode parecer levar esse programa ao final e criar esta rotina.

Jaques Responder

Ola Seiiti e pessoal tudo bem? estava lendo sobre a técnica pomodoro de produtividade e achei muito interessante.
Todos nós passamos por um momento em que nos desconcentramos de uma leitura ou estudo, será que não seria possível uma concentração em estado alfa? nesse estado conseguimos fixar e inclusive demorarmos para desconectar nossa mente do que quando vagamos em beta. Um exemplo pratico seria por exemplo vc lendo um livro super cativante ou um filme bom, quem nunca foi chamado por outra pessoa e nem perecebeu? a idéia seria conectar a mente nesse estado e então aí sim criar produtividade maior principalmente nos estudos. Vocês tem ou tiveram alguma experiência nesse sentido? att Jaques

Seiiti Arata Jr. Responder

Concordo com vc, Jaques! O que vc descreve é o que o Mihaly Csikszentmihalyi chama de “flow state”, que é quando temos um grande prazer e esquecemos de todo o resto.

Por isso eu acho o Método Pomodoro falho ao não considerar períodos mais longos sem interrupção.

Uma coisa a considerar é que cada pessoa tem suas características próprias. Não dá pra forçar todo mundo a seguir a mesma solução.

O que eu estou começando a experimentar aqui é combinar o Método Pomodoro com as idéias do Mihaly Csikszentmihalyi e as do Tony Schwartz (The Power of Full Engagement) criando slots de alta concentração (90 minutos), alguns de menor concentração (Pomodoros de 25 minutos), relaxamentos, momentos de multi-tasking.

Ainda não está perfeito, mas cada uma dessas tentativas tem me ensinado algo interessante. Conforme eu for refinando as técnicas, vou escrevendo aqui no Blog.

marilza lino da silva souza Responder

GOSTEI MARAVILHOSO VOU APLICAR ÉSSA TECNICAS

Marysol Responder

Muito interessante tudo em seu site. Está sendo incrível para eu me libertar da procrstinação que vinha me prejudicano tanto, principalmente nos estudos ( na verdade, acho que em tudo). Disciplina e foco são imprescindíveis para a vida. Obrigada

Jomar Costa Responder

Muito bom Seiiti, uma das coisas que têm me tornado fã do seu trabalho é esta continuidade e pesquisas.
Isso nos dá muito ânimo por futuras novidades, continue assim e parabéns pelo excelente trabalho, tem me ajudado muito.

Darwin Responder

Seiiti, nada impede que você tenha momentos mais longos de produtividade, por exemplo: você que focar por uns 75 minutos, só fazer três pomodoros seguidos, depois da uma pausa legal, cerca de 15 minutos, sem precisar fazer um quarto pomodoro.

Na minha opinião a técnica do pomodoro serve exclusivamente para duas coisas: primeiro, focar no período do pomodoro, não importa se durar 25, 30 ou 60 minutos, varia de pessoa pra pessoa. Segundo, ter pequenos descansos que ajudam em muito na produtividade.

A técnica em si, foca 25 minutos, decansa 5, serve como base. Meus pomodoros duram mais que 25 minutos e minhas pausas duram 6 minutos, as longas duram 25. Por ser uma técnica simples ela é adaptável.

Abraços

edi Responder

Eu aprendi a me concentrar estudando para concursos públicos. Depois de 4 aprovações, empossado e trabalhando no serviço público, vejo que a concentração foi fundamental neste processo todo, pois estudava até 9 horas por dia aplicando uma técnica semelhante a esta. Vale a pena dominar a técnica.

Rodrigo Responder

Assim como o colega, eu também fui aprovado em concurso publico e, na época dos estudos, aplicava um técnica parecida, mas muito mais efetiva a meu ver.
Como o estudo é uma atividade que exige um nível de concentração muito alto no qual a pessoa permanece por um período de tempo determinado, eu eliminava todas as distrações possíveis: desligava o celular, tirava o telefone fixo do gancho, fechava a janela do quarto (para não ficar “viajando” com o que está acontecendo no mundo) e deixava uma garrafa de água do lado para não ter que levantar.
Os picos de concentração e foco nos estudos duravam, no máximo, até 2h. Depois disso a mente cansava e eu fazia uma pausa de até meia hora.
Além disso, eu tinha um controle das horas líquidas estudadas: se eu reservava um período da manhã de 4h para estudar (das 8h ao meio dia, por exemplo), as horas líquidas de estudo, ou seja, descontados os intervalos, ida ao banheiro e preparação do material de estudo, giravam em torno de 2h40 a 3h. Foi fazendo esse tipo de controle que eu percebi que as pequenas coisas tomam tempo.
Essas horas liquidas de estudos eram anotadas numa planilha, e, semanalmente, eu media minha produtividade.
Com isso também eu ja fazia meu planejamento para a semana seguinte, de acordo com a dificuldade e tamanho do conteudo de cada matéria a ser estudada. Ou seja, de segunda até sábado da semana seguinte eu já tinha estruturado a grade de estudos: qtos dias da semana estudaria quais materias, definia os horarios de estudos, o tempo de cada materia. Portanto, quando termina de estudar uma materia, não perdia tempo pensando qual seria a proxima, era só olhar no planejamento e separar o material.
Posso dizer pela minha experiência que o fato de aliviar a cabeça por não ter que a cada 2h decidir qual materia estudar, dá uma tranquilidade imensurável.

Rodrigo Carlomagno Responder

Mestre Arata boa noite

Achei a técnica muito interessante e vou tentar aplicar desde já na minha rotina de trabalho. Espero que o telefone contribua.

Pegando carona no comentário do Edi, gostaria da ajuda de vocês pois tive uma ideia de desenvolver um manual básico de concentração para alunos que estudam para os vestibulares.

Edi, qual era a sua motivação para manter a concentração durante 9 horas? Você é disciplinado por natureza?

Seiiti, quais fontes você recomenda para que eu possa extrair informações no intuito de montar um pequeno manual de dicas sobre concentração para nossos estudantes de cursinhos?

Forte abraço e sucesso, a academia está com um conteúdo muito rico.

Seiiti Arata Jr. Responder

Grande Carlomagno!

Cara, isso dá pano pra manga. Não dá para explicar no post pois estou escrevendo um livro inteiro sobre esse tópico, combinando a técnica pomodoro com a idéia de flow do Mihaly Csikszentmihalyi, energia e ciclos do Schwartz e Loehr, motivação (vários autores) e eliminação zen (Leo Babauta) entre vários outros caras foda.

Avisarei dentro da Lista Arata Academy quando estiver pronto

Leo Moura Responder

Interessante a técnica do pomodoro, vou testar!

Seiiti, esse livro sobre “concentração” tem alguma previsão, mesmo que seja incerta !?

Seiiti Arata Jr. Responder

Oi Leo! O calendário de eventos aqui do meu lado está um pouco puxado. Estou escrevendo da França e na próxima semana fico na Suíça. Depois, tenho algumas reuniões pra acertar detalhes da empresa no Brasil – vamos dar uma turbinada no software administrativo e fechar parcerias estratégicas.

Infelizmente, todo esse trabalho de bastidor não aparece com clareza no que eu publico aqui no blog (acho que não é de muita relevância pros amigos e leitores), mas será fundamental para alavancar novos projetos, incluindo este de “concentração” como vc está já prevendo :)

Pela lista de emails eu vou avisando sobre novidades http://www.arataacademy.com/port//convite-especial/

Sandra Mara Responder

“Sem tempo para nada” de Edward Hallowell. Vencendo à epidemia da falta de tempo. Recomendo a leitura, com louvor.
Forte abraço.
Sá.

Lourenço Maciel Responder

Acabei de testar. Sucesso total. Inacreditável que algo tão efetivo em termos de produtividade seja tão simples.

O que eu achei mais maneiro é que tu cria uma desculpa pra aplicar teu hiperfoco.

Em meio à procrastinação e atenção dispersa, sempre rolam aqueles momentos de produtividade total. Mas, pelo menos pra mim, não são absolutamente controláveis.

Girar o timer é um ótimo truque pra resolver isso. Adotado.

Seiiti Arata Jr. Responder

Que bom que curtiu e funcionou legal pra vc, Lou! Abração!

Hiro Miyakawa Responder

A ideia parece bastante boa, principalmente para aqueles – como eu – com dificuldade em concentrar algo que não é… deivertido. Não sei utiilizaria relamente um timer de cozinha, mas a ideia da lista de urgentes é otimo. É uma otima manera de acalmar os bichos da distração. Abraço

Felipe Rodrigues Responder

Acho uma ideia. Eu estou tentando estudar, mas fico no computador, vou fzr outra coisa e acabo que não dou atenção total aos estudos. Já que não tenho o Timer, vou usar o celular.

Paulo Responder

Tal qual o Felipe, também uso o celular para cronometrar o tempo.
Mas andei fuçando na internet e achei um cronometro desse bem legal, no formato de maçã, por 30 com frete grátis. É um bom símbolo para a técnica.

Enfim, muito proveitosa. Já estou aplicando-a.

Abraço

fabio Responder

Qual o site Paulo?

Leonardo Martins Responder

Gostei muito da técnica e estou incentivando outras pessoas a utilizar.
Se quiserem, existe um software de cronômetro.
http://www.focusboosterapp.com/download

Breno César Responder

Obrigado Leonardo pela dica!!

Fiz o download e vou utilizar esta programa nos meus estudos!!

Abraço!

Thaís Kurunzi Responder

Bem interessante essa técnica, me lembra o kumon, onde você tem que fazer um certo exercício em um determinado tempo!

Vou começar a usar a técnica agora!

Abraços,

Caio Proite Responder

Caro Seiiti,

Achei genial a ideia de formular um livro que exemplifique o “flow state” agregado ao Pomodoro entre outras técnicas de concentração.
Seria ótimo também se pudéssemos dar um bom enfoque na questão da procrastinação, já que este seria um “problema” digamos, em um âmbito Ocidental! Digo isso porque se compararmos, de uma maneira um pouco generalizada, com a cultura oriental é possível identificar com bastante clareza, como eles são disciplinados em manter o foco de atenção nas atividades que executam, levando em conta que este tipo de comportamento venha surgir de suas culturas; como parte disso é apresentada por você no vídeo “Por que o japonês tira nota alta”. Nos falta incorporar um pouco dessa cultura oriental, a questão é como?
Acredito que muitos jovens no Brasil, hoje em dia sofram de algum tipo de procrastinação e desconhecem.

Abraço!

Thome Responder

Concordo, escreva mesmo!! Pois também busco meios para vencer a procrastinação!!!

Toni Durden Responder

O Steve Pavlina é um grande fã dos time boxes, nome genérico para o que o autor batizou de Pomodoro Technique. Para Pavlina, é a maior entre todas as técnicas de produtividade. Eu concordo, mas acredito que não serve para todos os tipos de trabalho (uma secretária, por exemplo, não tem como dividir o tempo dessa maneira).

Antonio Responder

Muito bom! Testei e realmente funciona. Diria que dá para se produzir 3 x mais do que antes de aplicar o método.

Parabéns Seiiti.

Edson Palma Responder

Uso uma conduta parecida. Mas, ainda ñ tinha dado nome algum pra coisa …
Curti: “Técnica Pomodoro” …
De repente é tão bom agir assim, porque acaba mesmo sobrando bastante tempo pra um bocado de descontrações …

Bastante interessante passar a ideia como um “sistema”!

: )

Até mais…

ELIS RAMOS Responder

PERFEITO!!!!!

benilton Responder

Muito interessante Seiti!! Vou testar porque sou indisciplinado com os meus estudos e fujo muitas vezes do que realmente tenho que fazer. obrigado

Vinicius Sartori Responder

Eu comecei a utilizar a técnica Pomodoro no fim do ano passado. E desde então ela tem me auxiliado muito a focar nas minhas tarefas.
Após um tempo, passei a aliar o Wunderlist a todo o processo e tenho tido ótimos resultados.

Regis Responder

Quando Temos muitas coisas para fazer acabamos nos perdendo entre uma e outra atividade. O importante é não desistir nunca e estabelecer um plano.

Vera Responder

Adorei a técnica, vou utilizar, porém meu trabalho exige também que eu atenda telefone, o que sempre acaba me atrapalhando, como alio isso a técnica?

Eduardo campos Responder

Ler os comentários me deu uma dimensão de como a questão do foco é um problema muito grande para um enorme número de pessoas. Quem tem foco esta um passo a frente.

Claucio Maraschin Responder

Adorei o incentivo, principalmente para mim que tenho dificuldade em entrar em “Flow” e concentrar-se.
Porém, quando consigo me concentar minha produtividade cresce. Vou seguir a dica.

J.B Maxx Responder

Gostei muito dessa técnica. Já a conhecia e já há muito ensino meus alunos de graduação, pós e MBAs. Atualmente indico o despertador do celular como medidor de tempo, mas deixando-o desligado ou no silencioso. Eu tb pratico para estudo, com grande sucesso. Abraços.

Vinicus Martins Responder

Achei bastante interessante!!! Vou experimentar!

Teófilo Silva Responder

Vi algo semelhante, e acredito que todas as técnicas tenham pontos parecidos, no livro de Daniel Goleman, A Inteligência Emocional. O autor registra um estado de concentração profunda, onde o indíviduo chega a quase perder a noção de onde está, simplesmente pelo fato de estar totalmente focado em seu objetivo. Daniel Goleman denominou isto de estado de “fluxo”. Muito interessante Seiiti Arata, abraços!

Noemi Responder

baixei o sistema e vou usar! valeu, tenho certeza que vai ajudar!

Rogerio Responder

Gostei da sugestão da técnica Pomodoro , vou tentar usar essa técnica para me disciplinar e eliminar o máximo de distrações e melhorar o uso de tempo, se não encontrar um timer vou usar o celular mesmo.
Muito obrigado Seiiti Arata por mais esse aprendizado.

Rubens Milaré Responder

Como olhei rapidamente os comentários e não achei, envio o link do site que uso a técnica.
http://www.tomato-timer.com/#
Abraços,

Alexandre Fontes Responder

Bela técnica, realmente parece eficiente utilizar um artifício simples que se enquadre fora dos nossos dispositivos digitais.

Werley Lemes Responder

Otimo, o que é simples (nos dias atuais) é o que mais funciona e pode nos focar em que realmente e necessario

Marco Aurélio Responder

Legal! Vou testar. Me disperso o tempo todo.

PAULO DALTRO Responder

procrastinação tô FORAAAAAAAAA!

Não conhecia esta técnica, acho muito interessante ter ferramentas inteligentes que nos ajudem a fortalecer nossa disciplina e foco nas atividades. Obrigado por mais uma dica Seiiti.

Hilda A. c Responder

Não conheço ainda, a técnica pomodoro de produtividade. Obrigada pela dica.

Aline Responder

Usei a técnica de Pomodoro para a dissertação de mestrado. Como sou mãe, serviu para negociar alguns “pomodoros” que minha bebê ficava com o pai. Mas fiz alguns ajustes: anotava a meta de tempo no início do dia (ex. 4 horas de estudo). Se por algum motivo eu não atingisse,a sobra era somada ao dia seguinte. os finais de semana eram livres. se eu acumulei débitos de tempo, deveria pagá-los no fim de semana. Se não,tinha um fim de semana livre, ou se quisesse, adiantava os créditos de tempo da semana seguinte. Outro ajuste que fiz foi usar tempos crescentes. Por que? Tenho dificuldades de me concentrar por muito tempo no início das tarefas, por inércia, ou pela “crise da folha em branco” – que me dá vontade de procrastinar. Mas à medida que o trabalho flui eu consigo me concentrar mais nele. Meio doido, mas funcionou. No caso, usei o temporizador do celular.

Quando estou projetando, que não há tanta concentração verbal como ler ou escrever,eu uso a música como medida: depois de tantas músicas eu posso parar por uma música para descansar. Não sei porque, mas com música eu consigo me concentrar melhor.

Sabrina Agnes Responder

Uma forma simples e barata para nossa concentração!!!

Graça Soares Responder

Eu nao sabia dessa técnica e é exatamente o que eu preciso. Para ontem. Sou dispersa e as vezes faço várias coisas ao mesmo tempo.

Rose Responder

Mt legal! Eu até tenho algo parecido. Sempre q tenho algo para fazer determino o tempo q vou gastar com aquela atividade (normalmente uso 15′ ou 30′).só o q acho complicado é fazer as pessoas entenderem q vc naquele momento está imbuído daquela atividade :-( As pessoas interrompem, as urgências chegam e vc acaba tendo q abrir mão…

NILDO Responder

Muito interessante e bastante instrutivo, espero conseguir colocar em pratica os ensinamentos adquiridos aqui. Muito bom mesmo !

Alfredo Vavassori Responder

Não conhecia ainda essa técnica, ´[e muito Boa.

maria da penha silva Responder

Vou experimentar,trabalho com artesanato as vezes faço trinta peças por dia e outras apenas dez,
pura distração.

ClaudiaCosta Responder

Obrigada, a técnica funciona e indicarei a todos os colegas de faculdade.

Gislaine Durães Cruz Responder

Gostei muito dessa informação, como aluna EaD de matemática, a tecnica de se concentrar é muiittoo indispensavel pois toda hora eu acabo arrumando alguma coisa pra fazer, e nao faço o que tinha planejado antes, deixando tudo pra ultima hora.

Valdeci Ferreira Responder

Esta técnica do pomodoro realmente funciona. Quando terminei de ler percebi que já utilizava um método quase parecido. Ter concentração realmente é um problema para muita gente, diante de tantas outras distrações que encontramos no decorrer do dia, desde serviços, filhos, contas, chamadas de celulares responder E-mail, etc… porém quando estava desenvolvendo minha monografia para a faculdade de filosofia encontrei muitas dificuldades, tentei várias formas e a que mais deu certo foi estudar de madrugada e então ficava em frente ao computador durante algum tempo, porém não registrava o tempo e depois levantava da cadeira e dava uma volta para tomar água, chegava inclusive caminhar na rua em frente a casa, de madrugada estava tudo calmo, depois de algum tempo voltava e continuava escrevendo, neste horário é muito mais fácil de se concentrar por causa da calmaria, as vezes também colocava uma múisica bem baixo para não acordar ninguém e poder me concentrar melhor. Durante o dia quando estava trabalhando e encontrava algo importante, livro, revistas, textos deixava anotado e fazia a leitura na madrugada isso me facillitava e muito porque fazia uma leitura rápida e demarcava o que era importante e depois então verificava se poderia usar para contribuir para a minha monografia. Este método realmente funciona porém cada um deve fazer alguns ajustes de acordo com as suas necessidades, mas estes intervalos é muito importante para repor as suas energias.
Agora estou desenvolvendo uma tese de Doutorado e usando este mesmo método. A minha Tese é sobre a Responsabilidade Ética na Sustentabilidade Ambiental, se alguém tiver algo interessante sobre este tema por favor me envie por E-mail.

adelaide Responder

Durante 6 meses, fiquei trancada num quarto me preparando para cumprir o art.99.Tinha meta de estudar 6 apostilas por dia. Tirava apenas uma hora para curtir a família no almoço e outra no jantar. Passei nas provas e no vestibular para Direito com notas altíssimas. Dois anos depois fui parar num sanatório com problemas de estres. Estou num projeto iniciado no segundo domingo de maio de 1991 e às vezes sinto culpa por não haver terminado ainda mas quando me lembro do que sofri por ter exagerado me contenho.
Fiz o curso Ninja para ver se melhoro minha forma de trabalho e me dispus a estudar tudo o que puder para acelerar o que estou fazendo, mas não vou mais entrar em paranoia, não paro nem desisto mas o final será apenas quando tiver que ser. Cuido de minha saúde para passar dos 100 anos e terminar o que vim fazer por aqui.

Elias nascimento de freitas Responder

Como faço para ter acesso ao programa pomodoro virtual?

Ernane Nascimento Responder

Ola Seiti! òtima técnica…
Engraçado quea mioria de nés, em qualquer atividade, mesmo que fique 3horas no pc, e se distraia “pouco” com , por exemplo, janelas abertas no PC, perde, sem dúvida, muito tempo(talvez mais de uma hora) e perde o foco, que dependendo do estudo/trabalho, acaba levando embora boas idéias!
Abraço , sucesso e obrigado!

Isabel Oliveira Responder

Oi, Seiti!
Adoro os teus vídeos, mas me incomoda o som baixo demais.
Fico sempre tentando aumentar o volume do som, nos diversos recursos do computador, muitas vezes não consigo.
Acho isso muuuito chato!
Um abraço!

Simone Responder

Muito bacana.Adorei, vou começar hoje.

Caio Eduardo Responder

Seiiti, parabéns pelo artigo, eu não conhecia esta técnica, mais com certeza colocarei em prática. abraços.

Joel Antônio Zilio Responder

Caro mestre Arata! É uma satisfação receber essa e outras dicas e orientações suas, que estão me ajudando a modificar alguns paradigmas em minha visão de trabalho em vendas,relacionamento c/clientes e agora com a concentração e foco em determinada atividade.Agradeço a você por compartilhar de forma gratuita estes preciosos ensinamentos, e nos meus momentos de recolhimento íntimo,envio-lhe minhas vibrações mais positivas de energia e gratidão. Namastê!

Paulo Gonçalves Responder

Irei por em prática..posteriormente postarei se me adaptei positivamente com essa técnica

Jomar Costa Responder

Seiiti, fiquei com uma dúvida:

Como tratar nesta técnica tarefas mais complexas que necessitem de análise por exemplo e que não sei quanto tempo vai durar?

Ou ainda, se não conseguir resolver uma tarefa dentro do tempo estabelecido, como devo tratá-la? Pois tenho muitas tarefas deste tipo é que dependem em partes de terceiros, assim executo minha parte mas tenho de ficar aguardo retornos para dar o Ok final.

Como tratar estas situações?

Obrigado!

Rodrigo Responder

Muito boa técnica! Vou crescer muito aplicando. Obrigado!

junio Responder

Agradeço compartilhar tal técnica. Agora é colacá-la em prática. Parabéns e obrigado.

Gleyson Responder

Eu estipulo um tempo gradativamente maior até chegar a um topo, depois vou descendo, devido a atenção e interesse parecerem aumentar e depois começarem a decair. Faço, por exemplo: 10min, 15min, 20min, 25min, 30min, 25min, 20min, 15min, 10min… E fecho um “clico completo”. Geralmente para matérias que tenho menos interesse ou que tenho um prazo para estudar.

Agenor costa Responder

Faço meus estudos ou leituras em frações de 30min, intervalos suficientes para um cigarro, não sabia q.isso se chamava tec.pomodoro, mas o interessante é anotar as coisas q.distraem a mente durante o estudo.gostei da dica da hora da culpa. Talvez se eu conseguir para de fumar,ganhe mais uns 5 min.
A questão é criar essa freqüência de eventos um ato continuo

Roberson Responder

Utilizei a técnica para fazer meu TCC é ultimamente preciso retomar este método. Eu passei a marcar o tempo no site timeanddate.com marco o tempo e sigo, estou com múltiplos cursos, na verdade 3 para fazer, finalizar e ambos tem apostilas e livro. Devido a minha ansiedade ser enorme, acabo pensando “ai tenho que estudar isso, ai tenho que fazer aquilo” acabo não estudando nada e a noite após trabalho, estou exausto cansado sem animo ate mesmo para uma corrida, praticar exercícios, estudar nem se fala. Mesmo perante estes desanimos, ainda consigo ler pequenos articles in English, because I study English and I need every day read an listen to something. When I have enough time for review, I do it, but no always. Taking the opportunity, if someone want to practice your speak, comunication, I need do it for improve, Okay, lte’s go back. Enfim, diante destes cursos que tenho que fazer, finalizar para assim tentar prova de certification, me vejo perdido, tempo passa e no fim do dia não fiz nem um nem outro ou acabei dedicando todo tempo para um. É ai que ansiedade aumenta, vejo tempo passar e eu parado, por também ser muito material, conteúdo pra ler e praticar.
Creio que este site timeanddate.com marca o tempo corretamente com aviso sonoro quando encerra o tempo.
Tenho duas perguntas.
O método ele por parão e posto 25 minutos, esse tempo poderia ser aumentado para 30 minutos ou mais ou estaria fugindo da técnica ?

Quando sou atrapalhado, alguém me chama ou tenho que sair atender a um chamado, no caso trabalho com I.T, eu ao retornar continuo da onde parei, logico pausando relógio ao sair ou recomeço de novo ?

Tenho que estudar no trabalho, tirar curtos tempos para isso, pois a noite chego exausto.

Seiiti, sempre lhe acompanho pelo youtube qual sou inscrito e pelo Arataacademy. Congratulations for you and yout team, keep up the good job.

Amauri Responder

Olá pessoal, eu utilizo a técnica pomodoro para estudar. No começo achei meio chato mais depois comecei a gostar muito, e pra quem não tem o pomodoro tradicional pode baixar o aplicativo na play store que também serve.

Deixe seu comentário